Placa Solar: você sabe como funciona?

Descubra como a energia solar está em crescimento e pode ajudar a sua empresa

O setor de energia solar é mais promissor do que você pensa, sabia?

E nós decidimos guiar você em uma viagem pelos dados que acompanhamos em constante crescimento.

Os números comprovam os avanços em tecnologia e os benefícios são argumentos positivos para a área.

Veja conosco como esse setor reluz na transformação de energia.

O sol em dados 

Você sabia que a energia solar pode ser traduzida em dados? 

Isso mesmo, a luz solar, fonte de energia, é totalmente controlada por dados de produção, consumo e crescimento. Assim, podemos ter maior controle desse setor em constante expansão.

Os dados da ANEEL divulgados pela ABSOLAR comprovam isso: desde 2012 o setor fotovoltaico brasileiro gerou mais de 182 mil empregos, um número extremamente relevante para o país, afetando, de forma positiva, o meio ambiente, respeitando a natureza por meio da energia limpa renovável.

O sol brilha mais em Minas Gerais

Olhando ainda mais próximo, e fechando o círculo para mais perto de nós, somos, Minas Gerais, o estado que mais gera energia solar em relação aos outros estados. Além disso, Uberlândia se encontra no primeiro lugar do ranking brasileiro de energia fotovoltaica. A Alsol foi pioneira, sendo a primeira empresa a instalar um sistema fotovoltaico conectado à rede no Brasil, legal, né? 

Nós ficamos a frente de grandes capitais, como Rio de Janeiro (primeira colocada até então), Fortaleza (CE), Brasília (DF), Teresina (PI) e Belo Horizonte (MG).

Ainda que grande parte da energia venha de hidrelétricas para nós esses números são de grande relevância, pois demonstra uma preocupação com uma nova forma de gerar energia para o país de uma forma totalmente renovável e limpa.

Ao todo temos a maior potência instalada em Uberlândia com 2.675 unidades geradoras de energia distribuída e 3.323 unidades consumidoras beneficiadas.  

De  40,6 MW instalados em Uberlândia, 20 MW são sistemas que Alsol implementou, 50% da potência anunciada são obras da Alsol, incrível, não?

Em uma entrevista para TV Paranaíba, Gustavo Buiatti, fundador e diretor de tecnologia e desenvolvimento de negócios da Alsol, ressalta a visibilidade que a cidade de Uberlândia tem no setor. “Temos o destaque especial, porque Minas Gerais contempla 20% de toda energia que está sendo gerada no país e a cidade que mais gera energia solar fotovoltaica é Uberlândia. Hoje, temos 40 megawatts instalados, que abasteceria 40 mil residências.”

O sol conecta pessoas

Luciano Rodrigues, um dos nossos novos clientes, pensou que estivesse sozinho no ramo de energia solar fotovoltaica, mas ele faz parte de um time de peso que utiliza a fonte de energia renovável em seu negócio, tendo economia na conta de energia, contribuindo com meio ambiente, movendo uma rede de energia consciente e limpa e diminuindo a necessidade de energia elétrica advinda de outras fontes.

Você pode conhecer mais sobre o Supermercado Rodrigues, empreendimento do Luciano, acessando um artigo completo (HIPERLINK) sobre a energia solar para pequenas e médias empresas. 

Hoje, de acordo com os dados da ANEEL divulgados pela ABSOLAR, totalizamos 267.792 sistemas de produção de energia advinda de luz solar, todos conectados a rede.

Com 335.121 unidades consumidoras dessa energia, funcionando com o sistema de créditos por energia não utilizada, temos geração total distribuída de 3.204,1 MW.

Totalizando R$16,15 bilhões em investimentos acumulados desde 2012, distribuídos por todo o país.

Dessa forma, investindo em produção de energia solar, você não estará sozinho jamais.

Benefícios em várias áreas

Você sabia que os benefícios da energia solar não se resume apenas à sua economia ou ao meio ambiente?

Buiatti complementa, “a adoção desse tipo de energia foi adotado pela consciência da redução de emissão de CO2 no planeta pelas empresas, mas agora elas entendem a economia que a energia solar gera, fazendo muito mais sentido para elas.”

Os benefícios são divididos em três esferas importantes para maior conhecimento desse setor em constante amadurecimento e crescimento. São eles: 

Socioeconômicos: responsável pela redução de custos, geração de emprego e atração de capital externo.

Ambiental: eletricidade limpa e renovável, não há necessidade de água para seu funcionamento, baixo impacto no meio ambiente.

Estratégica: desenvolve a diversidade de matrizes eletrônicas, reduz a possibilidade de perdas de investimento e alivia a demanda elétrica.

Assim, você pode ter maior conhecimento das áreas de atuação da fonte de energia que gera mais benefícios para você e o meio ambiente.
Ficou com alguma dúvida? Nos colocamos à disposição. Siga a Alsol nas redes sociais ou fale conosco!

Energia solar para empresa de tecnologia

Empresa de tecnologia economiza 20% na conta de energia

A Alsol também fornece energia solar para empresa de tecnologia. A CenturyLink é um dos parceiros e hoje tem uma otimização de 20% na operação de energia das instalações. Conheça mais sobre essa história e saiba como a Alsol colaborou com seus produtos e serviços em uma grande empresa de tecnologia.

Gastos de energia das empresas de tecnologia

Os gastos de energia elétrica de uma empresa de tecnologia possuem diversas variáveis.

Neles, podemos incluir a estrutura e todos os equipamentos que fazem a empresa funcionar. Entre estes, o ar-condicionado, tanto para climatização quanto para o resfriamento de Data Centers, por exemplo, é um dos grandes vilões da conta. 

Equipamentos de trabalho, como notebooks e computadores, e toda infraestrutura, como rede, servidores, plataformas, também influenciam na fatura de cada mês.

Quanto mais recursos de computação uma empresa utiliza, mais energia é gasta e, logo, mais produção energética é necessária, o que pode desencadear danos ao meio ambiente.

Hoje, muitas empresas de tecnologia já buscam maneiras de reduzir esses impactos, seja implementando boas práticas ou buscando alternativas de energias limpas de fontes renováveis. Afinal, desenvolver um relacionamento entre inovação e o cuidado com o planeta é um grande diferencial para os negócios atualmente. 

Por essa razão, produzir e adaptar estratégias sustentáveis se tornou uma prioridade nas corporações.

A CenturyLink

A CenturyLink é uma empresa líder em tecnologia que oferece soluções de comunicação, serviços de rede, conectividade de nuvem, voz, segurança e serviços gerenciados.

Com aproximadamente 700 colaboradores somente no Brasil, a CenturyLink tem presença global e possui forte atuação no mercado corporativo em toda a América Latina. 

Com um portfólio amplo, a empresa possui soluções que englobam desde o acesso à internet, hospedagem de equipamentos e serviços de voz, até soluções como CDN e SD-WAN, portal de gestão multi-nuvens e soluções de Comunicação Unificada.

E, com uma infraestrutura completa de TI e Telecom, a empresa atende o mercado corporativo, ISPs e governos, com capacidade de integrar diferentes produtos, tecnologias e soluções sob medida para cada um dos seus clientes. Além de contar com um atendimento próximo, diferenciado e especializado.

CenturyLink e Alsol

Com operação de 3 data centers próprios no Brasil, a CenturyLink oferece serviços para clientes corporativos de médio e grande porte. Mais de 25% das empresas listadas entre as 1000 maiores do país usam os serviços transportando, abrigando ou processando dados de segmentos financeiros, saúde, educação, entretenimento, comércio, turismo e indústrias.

Segundo o Engenheiro de Infraestrutura da CenturyLink, Dirlei José de Assis, os equipamentos que mais gastam energia na empresa são os de Telecomunicações, data center e ar-condicionado para refrigeração dos mesmos.

Economia

Com a parceria firmada com a Alsol, o processo como um todo garantiu uma otimização de 20% na operação de energia das instalações. 

Com o valor economizado, a CenturyLink continua investindo na expansão e na capacidade de melhoria de seus serviços, seguindo a demanda existente no mercado corporativo por serviços de qualidade.

“Através de um processo RFQ elegemos a Alsol, empresa do Grupo Energisa, para gerar energia solar através de um contrato de locação do sistema fotovoltaico. Com este sistema, a CenturyLink é beneficiada com créditos na conta de energia e, assim, reduz o valor da fatura junto à concessionária. Cumprindo o cronograma previsto inicialmente, já vemos os resultados.”

Dirlei José de Assis – Engenheiro de Infraestrutura da CenturyLink

Confiança

Ainda questionado sobre o que o fez assinar contrato com a Alsol, Dirlei José afirmou:

“Entre todos os concorrentes avaliados, a Alsol demonstrou maior espírito de parceria e maior compromisso em alcançar os objetivos desejados para a operação.”

Planos para o futuro

Mesmo diante deste cenário incerto de pandemia que estamos vivendo, Dirlei José ainda ressalta sobre a importância da internet neste momento e o quanto é fundamental continuar investindo em tecnologia para o desenvolvimento constante dos negócios digitais.

“O momento de pandemia, em especial, provou a importância da infraestrutura de TI e Telecom para a continuidade dos negócios das empresas. Em um momento onde os consumidores sofrem fortes restrições de deslocamento, a tecnologia e a internet são a principal forma de atendimento ao mercado.

Para muitas pessoas, a internet foi, neste momento, o canal de trabalho, entretenimento e compras.

A CenturyLink entende que, independente do momento atual, o futuro dos negócios é através da tecnologia e investe continuamente no desenvolvimento de produtos e serviços que atendam as demandas de infraestrutura de negócios digitais.”

Energia solar para empresa de tecnologia: conte com a Alsol

Com as fazendas solares Alsol, sua empresa tem a possibilidade de reduzir a conta de energia em até 22% por meio de uma sistema de captação e geração distribuída. Isso pode significar uma economia de 2 a 3 contas de energia no ano.

Como funciona? É bem simples, na verdade:

  • Sua empresa aluga uma das cotas oferecidas nas fazendas solares;
  • Toda a energia gerada nessa cota é descontada da sua fatura mensal de energia;
  • Se gerar mais do que utilizou, você terá créditos disponíveis para serem utilizados nos próximos 60 meses.

Tudo isso sem precisar se preocupar com reformas e investimentos, pois o processo de geração de energia da Alsol acontece de forma totalmente remota.

Ao utilizar energia solar para sua empresa de tecnologia, você consegue economizar muito e pode utilizar todo o dinheiro para investir no desenvolvimento do seu negócio. Além de colocar o nome da sua empresa à frente dos concorrentes, podendo se posicionar como uma empresa sustentável, consciente e inovadora.

Conheça mais sobre a Alsol Energias Renováveis

Simulação grátis: faça agora!

Se assim como a CenturyLink, você também quer contar energia solar da Alsol, faça uma simulação da economia da sua empresa, de forma totalmente grátis aqui:

Faça uma simulação
O que é Geração Distribuída

O que é geração distribuída? Como ela pode contribuir para seu negócio?

No Brasil, a definição de Geração Distribuída é feita pelo Artigo 14º do Decreto Lei nº 5.163 de 2004. Mas, você sabe como ela funciona? Neste artigo vamos explicar o que é, quais as vantagens e como ela pode contribuir para o seu negócio de forma significativa. Continue a leitura.

Geração Distribuída: o que é?

A Geração Distribuída (GD) é um termo utilizado para designar a geração elétrica realizada por meio de sistemas de geradores próximos ou até mesmo na própria unidade consumidora, independentemente de potência, tecnologia e fonte de energia. 

Essa modalidade é o oposto da geração centralizada, em que as grandes usinas geram energia e enviam aos consumidores através das distribuidoras locais.

Essa modalidade foi estabelecida com a Resolução Normativa ANEEL nº 482/2012 e está em vigor desde o dia 17 de abril de 2012. Ela propõe que o consumidor brasileiro possa gerar sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis ou cogeração qualificada e fornecer o excedente para a rede de distribuição da sua localidade.

Mediante a essa RN 482, a ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica também estabeleceu as seguintes definições:

  • Microgeração: sistema gerador de energia elétrica através de fontes renováveis, com potência instalada inferior ou igual a 75 kW (quilowatts).
  • Minigeração: sistema gerador de energia elétrica, com potência instalada superior a 75 kW e menor ou igual a 3 MW (para fonte hídrica) e menor ou igual a 5 MW para as demais fontes renováveis (solar, eólica, biomassa e cogeração qualificada).

Vantagens x Desvantagens da Geração Distribuída

Para entender os dois lados dessa modalidade, vale ressaltar os prós e contras na hora de aderir.

Vantagens

A economia obtida na fatura de energia é com certeza uma das maiores vantagens da geração distribuída. 

A energia solar gerada em uma fazenda fotovoltaica, por exemplo, pode render a um supermercado uma economia de até 22% na conta de luz. Isso sem contar que não é preciso fazer investimentos, pois tudo é feito de forma remota.

Confira a história do Supermercado Rodrigues: empresário economiza R$38 mil por ano com aluguel de energia solar.

A independência energética também é uma grande vantagem da geração distribuída. Afinal, com ela, o consumidor não se torna refém das altas tarifas das distribuidoras e da inflação.

Outro benefício muito importante para o consumidor e também para o planeta, é que a geração distribuída possui baixo impacto ambiental. A energia solar, por exemplo, é uma energia gerada por meio de uma fonte renovável e inesgotável: o sol. No Brasil, essa modalidade é muito vantajosa devido à grande incidência solar que nosso país possui, tornando-se uma forte aliada da sustentabilidade ambiental.

Desvantagem

Talvez, a maior desvantagem da geração distribuída seja o alto investimento e as burocracias iniciais. 

Por serem tecnologias ainda relativamente novas, os equipamentos podem ser importados e a aquisição um pouco mais onerosa. Mas, ainda assim, é um investimento que vale a pena a longo prazo. 

Já a burocracia, ela é inicial para o consumidor que conecta o seu sistema à rede distribuidora e começa a gerar créditos. Entretanto, o consumidor pode optar por uma empresa, que será a responsável por todo o procedimento de conexão do sistema.

Outras regras da Geração Distribuída

As regras básicas definidas pela REN 482/2012, aperfeiçoada pela REN 687/2015 válidas desde 1º de março de 2016:

  • Definição das potências instaladas para micro (75 kW) e minigeração (5 MW);
  • Direito a utilização dos créditos por excedente de energia injetada na rede em até 60 meses;
  • Possibilidade de utilização da geração e distribuição em cotas de crédito para condomínios;
  • Foram estabelecidos prazos para processos, padronização de formulários para solicitação de conexão e definição de responsabilidades atribuídas aos clientes, a empresa responsável pela implantação do sistema e a distribuidora;
  • Foi possibilitada a forma de auto-consumo remoto onde existe a geração em uma unidade e o consumo em outra unidade de mesmo titular;
  • Foi possibilitada a geração compartilhada onde um grupo de unidades consumidoras são responsáveis por uma única unidade de geração.

Modalidades da Geração Distribuída

Dentre todas as modalidades de geração distribuída, a mais comum é a junto à carga. 

Nesta modalidade, o sistema fica instalado junto à unidade consumidora que irá aproveitar os benefícios da energia gerada. 

Com a entrada em vigor da Resolução Normativa N°687/2015 que alterou o texto da Resolução Normativa N°482/2012 da ANEEL em 2015, novas modalidades de geração distribuída foram criadas.

Confira quais são elas:

  • Autoconsumo Remoto;
  • Empreendimento de Múltiplas UCS;
  • Geração Junto à Carga;
  • GD Compartilhada.

Autoconsumo Remoto

Autoconsumo Remoto
Fonte: ANEEL: https://cutt.ly/Va1YpYL

Essa modalidade permite que o consumidor use um único sistema de geração, instalado em um UC (Unidade Consumidora), para gerar créditos que podem ser utilizados para abater o consumo de mais de uma UC (desde que as outras UCs sejam de mesma titularidade e estejam na rede da mesma concessionária). 

Empreendimento de Múltiplas UCS

Empreendimento de Múltiplas UCS
Fonte: ANEEL: https://cutt.ly/Va1YpYL 

A modalidade de Empreendimento de Múltiplas UCS, também conhecida por GD em Condomínio, foi instituída em 2015, e permite que UCs de titularidades diferentes, mas que façam parte do mesmo condomínio (residencial ou comercial), possam ser beneficiados da geração distribuída.

Geração Junto à Carga

Geração Junto à Carga
Fonte: ANEEL: https://cutt.ly/Va1YpYL

Esta é a modalidade mais comum de todas. É um sistema de geração de energia, como o solar fotovoltaico, por exemplo, que é instalado no mesmo endereço e no mesmo ponto de conexão com a rede da distribuidora, que uma UC existente. Essa modalidade reduz a conta de luz e o consumidor faz uso exclusivo do sistema.

GD Compartilhada

GD Compartilhada
Fonte: ANEEL: https://cutt.ly/Va1YpYL

Essa modalidade permite que UCs de titularidades diferentes, numa mesma distribuidora, se juntem em consórcio para solicitar uma UC e adquirir um sistema gerador de energia. A energia então gerada é compartilhada entre os consorciados/cooperados de acordo com os percentuais previamente estabelecidos e destinada a cada uma de suas UCs.

Geração Distribuída no Brasil

De acordo com dados divulgados pela ANEEL, o número de usinas conectadas na modalidade de geração distribuída no país alcançou 201.773 unidades, sendo 201,3 mil do tipo solar fotovoltaica. São um total de 2,5 GW em capacidade instalada, dos quais 2,3 GW são somente de usinas solares.

Além disso, de acordo com a ABSOLAR – Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica, o Brasil conta com mais de 255 mil sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede e projetam a economia a mais de 319 mil unidades consumidoras, somando mais de R$ 15,2 bilhões em investimentos acumulados desde 2012.

Conforme a associação, os consumidores residenciais ainda lideram o ranking de sistemas instalados. Vejas os percentuais de cada classe consumidora:

  • Residencial: 72,4%
  • Comércio e serviços: 18%
  • Rural: 6,6%
  • Indústria: 2,6%
  • Poder público: 0,4%
  • Serviços Públicos: 0,04%
  • Iluminação Pública: 0,01%

Já no que diz respeito à potência instalada, os setores de comércio e serviços lideram a lista com o uso de energia solar:

  • Comércio e serviços: 39,5%
  • Residencial: 38,5%
  • Rural: 11,7%
  • Indústria: 8,7%
  • Poder público: 1,4%
  • Serviços Públicos: 0,1%
  • Iluminação pública: 0,02%

Dados de 2019 apontam quais estados aderiram à micro e minigeração:

  • Minas Gerais: 16,7 mil unidades de geração e 212,3 MW de potência instalada
  • Rio Grande do Sul: 12 mil unidades e 144,4 MW
  • São Paulo: 14,5 mil unidades e 117,4 MW

No total, são mais de 80 mil usinas geradoras no país, com mais de 114,3 mil unidades consumidoras que recebem os créditos por toda energia gerada.

Alsol e as modalidades de Geração Distribuída

A Alsol, empresa do Grupo Energisa, é pioneira no país em sistemas fotovoltaicos e já testou todas as modalidades de geração distribuída. 

Com a modalidade de Autoconsumo Remoto, ela teve clientes como a Caixa Econômica Federal, com a usina Jardim I.

Já com a modalidade de Múltiplas Unidades Consumidoras, o case é da MRV, com prédios residenciais, sendo a pioneira no país nesse tipo de modalidade. Veja o vídeo abaixo:

Na modalidade mais usual, a Junto à Carga, a Alsol possui alguns clientes como a Coca-Cola e o Praia Clube de Uberlândia – MG.

Entre tantas experiências e com foco na inovação constante, a Alsol optou por continuar investindo seus esforços na modalidade de Geração Distribuída Solar Compartilhada. Os projetos mais atuais da empresa envolvem 4 novas usinas solares em Minas Gerais, com foco em pequenas e médias empresas. Dessas 4 usinas, 3 já estão conectadas e gerando créditos, e a expectativa é de que a quarta unidade comece a operar ainda no fim deste mês. 

Com investimentos que somam R$ 70 milhões, as novas usinas Alsol terão capacidade de geração de cerca de 20,3 megawatt-pico, o equivale ao abastecimento de cerca de 20 mil residências. Conheça um pouco mais sobre esse projeto aqui.

A Alsol não para de crescer e por isso aposta nas vantagens da Geração de Energia Solar Compartilhada, veja:

Segurança

Sem surpresas no valor de gastos pelo consumo. O cliente paga somente pela energia injetada, não tem a obrigação de uma pagamento fixo mensal do aluguel. 

Economia 

A geração de energia solar compartilhada garante economia na conta de luz para o cliente, além disso ele não precisa investir na estrutura e nem quitar financiamentos.

Preservação do meio ambiente

Além de economizar, a empresa que contrata os serviços da Alsol conta com uma produção de energia limpa, inesgotável e ecologicamente correta.

A Alsol

Pioneira no país em sistemas fotovoltaicos e armazenamento de energia, a Alsol é uma empresa do Grupo Energisa. Juntos compõem uma variedade de soluções energéticas para pequenas e médias empresas com solução como o aluguel de cota de energia. Uma solução inovadora onde os empresários conseguem economizar até 22% da conta de energia e sem precisar fazer investimentos, além de contribuírem para um planeta melhor e mais sustentável.

Com a atuação das fazendas solares em Minas Gerais e projeto de expansão em outras regiões do país, a empresa conta com mais de 560 sistemas implantados e 145 mil placas instaladas

Simule sua economia com a Alsol

A sua empresa também pode contar com os benefícios da geração de energia solar compartilhada. Agora que você já sabe como todo o sistema funciona, faça uma simulação para saber o quanto sua empresa pode economizar com a conta de energia. A simulação da Alsol é grátis!

Faça uma simulação
Energia solar para supermercado

Supermercado em Minas Gerais economiza R$38 mil por ano com aluguel de energia solar

O que antes era um açougue, começou a se expandir devido ao sucesso em Nova Ponte e, hoje, já são 23 anos de Supermercado Rodrigues. Clientes da Alsol desde 2018, Luciano e a esposa Marfísia contam que, com o aluguel de energia solar para supermercado, eles chegam a economizar R$ 3.200 por mês, o equivalente a R$ 38 mil por ano. 

Com essa economia, o casal pretende continuar expandindo os negócios e já planeja abrir novas lojas para se tornarem uma rede de supermercados na região. Confira o depoimento e essa história completa aqui.

Supermercados e os altos custos com energia

A conta de energia é, sem dúvida, um dos maiores gastos em um supermercado. De acordo com a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), a conta de energia já supera o valor do aluguel e só fica atrás da folha de pagamentos, o que pode representar um gasto de cerca de R$ 3,5 bilhões no varejo supermercadista somente com a conta de energia elétrica.

Esses valores onerosos acontecem principalmente se os supermercados possuem açougue e padaria próprios, devido ao uso de refrigeradores e fornos elétricos, como é o caso do Supermercado Rodrigues. 

O alto valor da conta de luz pode influenciar muito no fim do mês e pode até ser um fator de impedimento para o crescimento de um negócio.

O Supermercado Rodrigues

Tudo começou quando Luciano e a esposa Marfísia decidiram abrir um açougue em Nova Ponte, com o nome Casa de Carnes Rodrigues. O sucesso foi tanto que, em dois anos, expandiram e inauguraram uma área maior, com o nome Supermercado Rodrigues.

Hoje o supermercado é completo e conta com padaria e açougue próprios, 129 funcionários e 9 caixas.

A próxima geração da família também já começou a fazer parte dessa história! Luís Fernando, Samuel e Juliana são os filhos do casal e estão se dedicando aos negócios, o que é motivo de muito orgulho para os pais.

E os objetivos de crescimento não param por aqui! A família já se prepara para ampliar os negócios para se tornarem uma rede de supermercados na região. 

Crescimento da cota alugada de energia solar para supermercado

Clientes Alsol desde 2018, o supermercado, que antes utilizava 50% de energia solar, obteve uma economia em torno de R$ 30 mil no ano de 2019.

Já em 2020, Luciano decidiu aumentar a sua cota, passando a atender 100% do consumo, gerando uma economia mensal de aproximadamente R$ 3.200, que pode chegar a R$ 38.400 só neste ano.

Energia solar para supermercado: facilidade de adesão

Luciano Rodrigues destaca a facilidade na hora de fazer a adesão da energia solar com a Alsol. Mesmo sendo um dos primeiros clientes a adquirir uma cota solar, quando o modelo ainda era um teste, ele disse não ter visto dificuldade nenhuma ao contratar.

Segundo o empresário, sempre foi muito bem atendido na empresa pela equipe de vendas e consegue tirar suas dúvidas com agilidade.

A confiança nesta parceria aumentou ainda mais com a chegada do Grupo Energisa, pois mostrou ainda mais solidez para o negócio por se tratar de uma empresa com mais de um século de experiência em energia.

Planos para o futuro

Luciano contou que a economia de energia no supermercado contribui muito para que o sonho de toda sua família se torne realidade e que a Alsol é uma grande parceira nessa jornada.

Pensando nisso, ele já considera ter energia da fazenda solar Alsol em todas as outras lojas. Afinal, com essa economia, ele consegue continuar entregando qualidade para seus clientes a preços mais competitivos.

“Eu e minha família indicamos a Alsol! Estou muito satisfeito com essa parceria. Com uma economia de quase R$ 40 mil em um ano, sem investir nada, a energia solar da Alsol contribui muito para o crescimento do meu supermercado.”

(Luciano Rodrigues)

Tenha sucesso com energia solar no seu supermercado 

Se, assim como o Luciano do Supermercado Rodrigues, você também quer conquistar seus sonhos e o sucesso do seu supermercado, comece a repensar sua conta de energia. Já imaginou o seu negócio se expandindo ainda mais? Todo aquele dinheiro que conseguir economizar pode fazer toda diferença pra você investir no seu negócio da maneira que sempre quis! Seja com uma reforma, uma ampliação, investir em novos produtos e serviços.

Pode ser que você consiga abrir sua própria rede nacional! Com a Alsol é possível começar a planejar tudo isso hoje mesmo! 

A Alsol caminha junto com o seu negócio e busca as melhores soluções pra você ir mais longe, conquistar seus sonhos e alcançar o sucesso! 

Foi pensando nisso que a empresa criou as fazendas fotovoltaicas. Locais onde os empresários podem alugar suas cotas solares e garantir energia solar sem precisar fazer investimentos. A energia é gerada de forma totalmente remota.

A Alsol

Pioneira no país em sistemas fotovoltaicos e armazenamento de energia, a Alsol é uma empresa do Grupo Energisa e é especializada em geração distribuída. Movida pelo conceito de Energia 4.0, a Alsol possui, hoje, 560 projetos em funcionamento pelo país.

Uma empresa movida pela inovação, em busca de novas ideias e melhorias nos seus processo e produtos, reinventando os rumos da energia de fonte renovável no Brasil.

Infográfico para seu negócio economizar energia

Para que a economia vire uma boa prática no dia a dia do seu negócio, preparamos um infográfico para você ter sempre em mãos dicas de como economizar energia no seu supermercado. Você pode conferir tudo e baixar agora mesmo, clicando na imagem abaixo.

Simule sua economia! É grátis!

Se quer saber o quanto seu negócio pode economizar com energia solar, faça uma simulação agora mesmo! É fácil e 100% grátis.

Faça uma simulação
Como reduzir custos de energia no mercado

Como reduzir custos de energia no mercado? Saiba por onde começar

A conta de energia de um supermercado representa um dos maiores custos para o empresário. Ambientes amplos e bem iluminados, sistema de caixas, fornos, refrigeração, ar-condicionado etc. Tudo isso colabora, e muito, para o resultado de um alto valor desta conta. Veja, neste artigo, dicas de como reduzir os custos de energia no mercado. Vem com a gente e saiba por onde começar!

A iluminação

Planeje bem toda a iluminação e escolha os melhores equipamentos para o seu negócio. Os supermercados são ambientes muito bem iluminados e amplos, que necessitam de luz a qualquer hora do dia. Veja como reduzir o custo de energia na categoria ‘iluminação’.

Aproveite a luz natural

Uma dica muito válida é aproveitar ao máximo a luz natural durante todo o dia. Se estiver construindo seu estabelecimento ou pretendendo reformar, pense em um planejamento que irá colaborar para que esse aproveitamento seja eficaz.

Por exemplo, utilizar portas e janelas de vidro maiores ou, então, pintar as paredes com cores mais claras, assim a luz natural reflete no ambiente interno com mais facilidade.

Lâmpadas de LED são a escolha certa

Trocar as lâmpadas convencionais pelas de LED vale muito a pena! Essas lâmpadas, além de serem mais eficientes, possuem vida útil média de 25 mil horas e podem ser até 80% mais econômicas do que as lâmpadas incandescentes e 30% mais econômicas do que as fluorescentes.

Apesar de terem um preço um pouco mais alto, são um bom investimento e fazem toda diferença no fim do mês.

Limpeza dos lustres 

Fique atento! Fazer a limpeza regular dos lustres, spots, arandelas ou luminárias contribui muito para que o ambiente esteja sempre bem iluminado. 

Uma outra dica é investir em projetos luminotécnicos. Eles podem otimizar a iluminação dos ambientes e melhorar a experiência dos consumidores dentro do seu supermercado.

Equipamentos de refrigeração e fornos

Gôndolas de refrigeração, freezers, câmaras frias, geladeiras, todos esses equipamentos influenciam bastante no consumo de energia de um mercado. Para isso, é importante atentar-se a algumas questões.

Regule geladeiras e freezers e fique de olho na borracha de vedação

O inverno chegou no Brasil e as temperaturas mais baixas podem ajudar na economia do seu supermercado em alguns aspectos. Lembre-se de regular, na medida do possível, o termostato dos freezers e das geladeiras para evitar o desperdício. 

Além disso, é importante ficar atento à borracha de vedação das geladeiras e freezers. Se ela não estiver fazendo sua função de maneira adequada, pode se tornar uma vilã no consumo de energia. Sem uma avaliação periódica, pode ser difícil detectar o problema, acarretando em um possível aumento expressivo da sua conta de luz. A troca regular também é recomendada.

Geladeira e Fogão

Geladeira e fogão próximos não combinam! O motivo disso é que o calor do fogão pode elevar o consumo de energia da geladeira em até 20%. Além disso, a borracha pode ressecar, contribuindo ainda mais para esse aumento na conta de energia.

Forno

O ideal é usá-lo de forma consciente e aproveitar para assar grandes quantidades na padaria do seu mercado, por exemplo. Utilize sua capacidade máxima para que não tenha que ligá-lo várias vezes durante o dia. 

Troque os equipamentos obsoletos

Esses podem ser responsáveis por desperdícios enormes e alto consumo de energia no seu supermercado. 

Dica Importante!

Uma das maneiras de detectar se um aparelho está ultrapassado é verificar se ele está vibrando mais do que o normal ou produzindo um ruído diferente. Em ambos os casos, isso pode ser indício de falhas no funcionamento e pode ser necessária a manutenção, troca de peças ou limpeza de dutos.

Aparelhos elétricos

Alguns equipamentos são responsáveis pelo maior consumo de energia em supermercados. Saiba o que você pode fazer para economizar nessa categoria.

Computadores

Hoje em dia, a maioria dos supermercados contam com sistemas de caixas com computadores. Esse equipamento não para durante todo o expediente e pode consumir muita energia.

Mesmo não estando completamente ligado, o desktop consome energia: em repouso, consome até 21W por hora, por exemplo. Em funcionamento, esse consumo passa para 80W por hora.

A dica é sempre verificar o desligamento desses aparelhos no fim do expediente e sempre programar o descanso da tela, quando não estiver sendo usado durante um prazo de 15 minutos.

Atenção aos gastos dos aparelhos

Lembre-se! Citamos acima a dica para ficar atento aos equipamentos obsoletos no seu supermercado e ao quanto eles podem influenciar um aumento do valor da conta de energia.

Por isso, se você pensa em investir em novos aparelhos daqui pra frente, lembre-se de buscar os que tenham o Selo Procel, que informa ao comprador quais equipamentos e eletrodomésticos são mais eficientes e que consomem menos energia. 

Crie uma cultura junto a sua equipe para reduzir custos de energia no mercado

Todas essas ações anteriores podem ser acompanhadas de um trabalho que envolva a cultura da sua equipe. Isso significa que seus funcionários precisam saber sobre o papel deles e também colaborar colocando tudo isso em prática.

Para isso, traga informações relevantes a respeito do tema, esclareça a importância dessa economia, ainda mais diante do cenário atual e uma possível crise econômica que pode afetar a todos. Além disso, é importante sempre relembrar a responsabilidade de todos nós, como cidadãos, em relação à sustentabilidade ambiental.

Outras ações simples fazem toda a diferença e podem ser colocadas em prática com todo o seu time! Por exemplo, apagar as luzes que não estão sendo usadas, ficar atento às geladeiras abertas, sempre se lembrar da limpeza do sistema de ventilação… essas são algumas ações que podem fazer parte do dia a dia no seu negócio.

Tudo isso conta muito e acaba se tornando um bom hábito que ajuda o seu supermercado e o meio ambiente também.

Energia solar para reduzir custos de energia no mercado

Outra possibilidade é a aquisição de energia solar no seu supermercado. Essa modalidade de geração de energia vem se consolidando como tendência nacional, ainda mais diante de um cenário de crises e incertezas devido à pandemia. Hoje em dia, é possível encontrar alternativas mais acessíveis e muito mais vantajosas, veja a seguir.

Aluguel de cota de energia solar

Essa dica vale ouro! Para reduzir os custos de energia do seu mercado, o aluguel de uma cota de energia solar é a solução ideal! Com ela você não precisa fazer investimentos altíssimos e nem obras no seu telhado. 

A energia é toda gerada nas usinas solares, de maneira remota, e descontada diretamente da sua conta de luz. O mais relevante aqui é que você pode obter uma economia de até 22% da sua fatura. Ou seja, em um ano, você economiza de 2 a 3 contas.

Para saber mais, veja neste artigo que fizemos falando sobre as usinas solares e como elas funcionam.

Infográfico: como reduzir custos de energia no mercado, açougue ou padaria

Neste artigo, você pôde ver várias dicas para reduzir custos de energia no mercado.

E, para facilitar ainda mais pra você, fizemos o resumo de tudo em um infográfico completo!

Para ter esse resumo sempre em mãos, acesse o infográfico que preparamos pra você começar a economizar no seu supermercado.

É só clicar na imagem abaixo:

Simule sua economia

Quer saber o quanto seu supermercado pode economizar com os custos de energia? Faça uma simulação gratuita agora mesmo.

Usinas Solares em Minas Gerais

Usinas solares em Minas Gerais: Alsol em plena expansão

Com um investimento de R$70 milhões, realizamos, até o final deste mês de julho, a conexão de 4 usinas solares em Minas Gerais, com capacidade de geração de cerca de 20,3 MWp, o suficiente para abastecer 20 mil residências. 

Conheça um pouco mais sobre os nossos projetos de conexão de usinas solares no estado de Minas Gerais e saiba como estamos inovando e conquistando cada vez mais espaço no setor de energia renovável no país. Continue a leitura com a gente.

O projeto 

A instalação das 4 usinas de geração solar distribuída em Minas Gerais contou com um investimento que soma 70 milhões de reais. Todas as usinas estarão em funcionamento total até o final de julho. Assim, somadas, sua capacidade de geração será de cerca de 20,3 MWp (Megawtt pico) – energia suficiente para abastecer 20 mil residências.

Grande parte dos nossos clientes são micro, pequenas e médias empresas que atuam nos segmentos essenciais. Por exemplo, supermercados, açougues, farmácias e padarias. Por isso, o projeto Alsol tem como objetivo oferecer uma opção de energia mais acessível e limpa em meio à crise da pandemia causada pelo novo coronavírus.

O investimento desse projeto realiza o aluguel de cotas das nossas fazendas solares através de consórcios. Dessa forma, os empresários deixam de contratar energia da distribuidora e podem ter um desconto de até 20% na conta de energia.

Além disso, todas as usinas juntas geraram ou vão gerar 240 empregos diretos.

Para o presidente da Alsol e vice-presidente de Geração, Transmissão e Serviços da Energisa, Geraldo Mota, as novas usinas representam mais um passo na consolidação da companhia como plataforma de serviços integrada de energia.

Usinas solares em Minas Gerais

Entre projetos próprios e de terceiros, a Alsol tem muito orgulho de contar com cerca de 75 MWp de capacidade instalada pelo Brasil todo. 

Assim, no mês de janeiro deste ano de 2020, foi inaugurada a usina Jardim II, em Uberlândia (MG), com capacidade e geração de 6 MWp e um investimento de 20 milhões de reais.

Já no fim de maio, a conexão foi a da usina solar Capim III, também em Uberlândia, com capacidade de 2,3 MWp e investimento de 10 milhões de reais.

Usina Campim III

A usina Santa Rosa acabou de ser inaugurada e tem capacidade de 6,1 MWp. E a usina Granja Marileusa I tem conexão prevista ainda para o fim deste mês de julho, com capacidade de 5,9 MWp. Essas duas novas usinas têm aportes de aproximadamente R$ 40 milhões.

Com 100% das suas cotas de energia alugadas, as unidades Jardim II, Capim III e Santa Rosa possuem em média 500 unidades consumidoras aderindo à modalidade de geração compartilhada e colaborando para um planeta mais sustentável.

A Alsol conta com clientes em praticamentes todas as regiões de Minas Gerais e vem se expandindo cada vez mais.

Impactos ambientais

Um dos nossos grandes objetivos é sermos reconhecidos como uma empresa sustentável em nossos processos e serviços, sempre a favor do meio ambiente.

Com esse propósito, oferecemos aos nossos clientes, que buscam por esses valores em suas empresas, soluções como as fazendas solares. Elas possuem baixo impacto ambiental, considerando parâmetros como solo, água e ar, e ainda podem incentivar a redução do uso de energia elétrica convencional mais poluente. 

Por isso, temos orgulho em dizer que as nossas 4 usinas somadas irão evitar a emissão de aproximadamente 2,3 mil toneladas de CO2 por ano. Um número muito significativo que equivale ao plantio de 9160 árvores. 

Essa também é uma grande conquista da Alsol.

Usinas solares em Minas Gerais são destaque na mídia 

Com o projeto das novas usinas conectadas em Minas Gerais, a Alsol foi destaque e apareceu em sites como Exame, Estado de Minas, Brasil Energia entre outros grandes nomes da mídia e do setor de energia.

Ou seja, o reconhecimento de um projeto realizado com sucesso e um estímulo ainda maior para continuarmos inovando e trazendo as melhores soluções em energia renovável.

A Alsol

Pioneira no país, a Alsol, empresa do Grupo Energisa, é especializada em geração distribuída, sistemas fotovoltaicos e armazenamento de energia para micro, pequenas e médias empresas.

Trabalhamos com o conceito de Energia 4.0 que envolve:

– Energias renováveis
– Geração distribuída
– Veículos elétricos
– Storage
– IoT

Possuímos mais de 560 projetos em funcionamento:

43 MWp de sistemas fotovoltaicos em operação
21 MWp em implantação
3,5 MWp de storage, biodiesel e biogás

Dessa forma, nossos projetos consistem na combinação de múltiplas fontes de energia que se complementam para proporcionar garantia de fornecimento. Possibilitando, assim, a redução de custos com energia elétrica e a implementação de uma energia mais limpa e sustentável.

Por isso, buscamos sempre novas ideias e melhorias em nossos processos e produtos, reinventando os rumos da energia renovável no país.

Conheça um pouco mais sobre a nossa história e entenda como a Alsol pode contribuir para o desenvolvimento da sua empresa.

Simule sua economia 

Agora que você já conhece alguns dos projetos da Alsol e os benefícios da energia solar para sua empresa, que tal fazer uma simulação para saber o quanto você pode economizar na sua conta de luz?

Conte com a Alsol para encontrar as melhores soluções para o seu negócio.

Inverno no Brasil - dicas para economizar

Inverno no Brasil: dicas para economizar energia

O inverno no Brasil chegou. E, com ele, o aumento da procura por equipamentos que trazem mais conforto para as pessoas, como, por exemplo, chuveiros elétricos mais potentes, aquecedores, secadores de cabelo etc. Sem contar o fato de que estamos passando mais tempo em casa devido à pandemia causada pelo novo coronavírus, o que pode influenciar no aumento do gasto de energia. Para que você não se torne refém do alto valor da sua conta de luz nessa estação, vamos dar algumas dicas para economizar energia elétrica. Continue a leitura para conferir todas elas.

Inverno no Brasil

O inverno no Brasil começou no dia 20 de junho, às 18h44, e termina no dia 22 de setembro, às 10h30. No nosso país, as características dessa estação são basicamente o clima frio e seco, baixa umidade do ar, escassez de chuvas, ventos fortes, geada, dias mais curtos e noites mais longas. Na maioria das regiões brasileiras, o inverno não é tão rigoroso por conta da nossa localização em relação à linha do Equador.

Ele é sentido especialmente na Região Sul, onde existe a possibilidade de neve e termômetros registrando temperaturas negativas.

Já na Região Norte, zona de convergência intertropical, ocorrem muitas chuvas no inverno, devido aos rios e à vegetação densa.

Consumo dos eletrodomésticos

Os eletrodomésticos que usamos no inverno são os que mais consomem energia. Devido à sua alta potência, esses equipamentos podem representar mais de um terço do seu consumo de energia. Entre alguns dos vilões de gastos estão o chuveiro elétrico, a máquina de lavar e o micro-ondas. 

No inverno é natural que as pessoas tomem banhos quentes e mais longos, utilizem secadores de cabelo mais vezes e procurem eletrodomésticos como máquinas de lavar com função de secagem, com o objetivo de terem mais comodidade no clima frio. 

Além disso, com o isolamento social sendo feito para o controle da pandemia no Brasil, estamos ficando mais tempo dentro de casa, o que acaba resultando no aumento do consumo de energia. Afinal, estamos assistindo mais à televisão, abrindo e fechando a geladeira várias vezes ao dia, utilizando o micro-ondas com mais frequência. Outro exemplo são as pessoas que aderiram ao home office e estão usando o computador por mais tempo em casa. Tudo isso contribui para o aumento desse gasto.

Mas não é só o inverno que pode influenciar no aumento da conta de luz. Você pode conferir em um outro artigo que fizemos sobre como as estações do ano podem influenciar no gasto de energia.

Como você pôde ver aqui, são muitas as razões para o aumento do gasto de energia no inverno e no atual cenário em que estamos vivendo no país. Mas, você ainda pode fazer sua parte e começar a economizar energia com essas dicas que vamos falar a seguir. 

Dicas para economizar energia no inverno brasileiro

As dicas para economizar energia valem para o ano todo. A diferença é que, no inverno, é preciso redobrar a atenção. Então, vamos às dicas!

Chuveiro elétrico

A gente sabe que no frio é difícil sair daquele banho quente e relaxante. Mas vale lembrar que o chuveiro é um dos grandes vilões da sua conta de luz. Então, evite banhos demorados e muito quentes. A recomendação é ficar o menor tempo possível e tentar tomar banho mais cedo, em um horário que seja menos frio. Os chuveiros mais comuns têm potência de aproximadamente 5.500W. Sendo assim, se o banho durar 15 minutos por pessoa, para uma família de 4 pessoas, por exemplo, pode equivaler a um consumo de mais de 400 lâmpadas de LED de 13W ligadas por 1 hora. Isso corresponde a R$100 na sua conta de luz. Muita coisa, né? 

Ah! E, se for possível, utilize o chuveiro no modo verão ou morno. Você poderá economizar cerca de 30%, ou seja, R$30 na sua conta.

Iluminação

Já parou pra pensar no modelo de lâmpadas que você usa? Se você ainda utiliza as incandescentes, o ideal é trocá-las pelas de LED, que podem consumir de 60% a 80% menos energia.

Outra dica é aproveitar a luz natural! No inverno a incidência solar é menor, então aproveite ao máximo a claridade durante o dia. Abra janelas e cortinas! Se possível, dê preferência às cores mais claras nas paredes e tetos. Isso também vai ajudar a refletir melhor a claridade que vem de fora.

TVs e Computadores

Estamos passando mais tempo em casa e, consequentemente, utilizando todos os eletrodomésticos com mais frequência. Muitas pessoas estão fazendo home office e utilizando o computador em casa. Outras estão assistindo mais à TV durante o dia. 

Atenção: o ideal é não deixar a TV ligada sem que haja alguém assistindo. Programe o modo timer (desligamento automático), se necessário. No caso do computador, desligue-o sempre que ficar mais de 2 horas sem utilização e programe o monitor para entrar em modo de repouso após 15 minutos.

Geladeira

Quem nunca abriu a geladeira sem ter motivo, não é mesmo? No caso da geladeira é importante ajustar o termostato, diminuindo a temperatura interna no inverno. Evitar abrir a porta da geladeira desnecessariamente também é uma dica que conta muito! Além disso, é importante checar sempre se a borracha de vedação está cumprindo com a sua função.

Dica: na hora de escolher e comprar seus eletrodomésticos, lembre-se de escolher aparelhos com Selo Procel e, de preferência, de nível A. Assim, você fica sabendo a eficiência energética que indica a economia de energia de cada um dos aparelhos.

E, se for possível, desligue os eletrodomésticos no horário de pico: das 18h às 21h. Essa dica também faz diferença, pois esses são os horários em que a maioria da população está utilizando energia simultaneamente.

Micro-ondas

Se você deixar o seu micro-ondas fora da tomada quando não estiver usando, também vai fazer muita diferença. Esse eletrodoméstico é um dos grandes vilões da conta de luz e, mesmo no modo stand-by, pode gastar muita energia.

Utilize o fogão para aquecer sua comida e evite descongelar alimentos no micro-ondas.

Máquinas de lavar e secar

Fique atento à quantidade de sabão na hora de lavar suas roupas, dessa forma você pode evitar repetir a operação de enxágue durante o processo de lavagem. Já para as máquinas com as funções de água aquecida e secagem, recomendamos evitar ou utilizar esses recursos quando realmente for necessário.

Energias alternativas

Você já pensou em energia solar? Muitas pessoas estão aderindo a essa modalidade em suas casas e até mesmo em suas empresas. Essa é uma forma bastante promissora de geração de energia e pode ser uma alternativa bastante recompensadora a longo prazo. 

Muitas pessoas associam a energia solar a um investimento um tanto quanto alto, mas empresas de inovação em energia solar já estão criando maneiras de transformar essa modalidade de energia mais acessível para todos. Um exemplo é a Alsol, empresa do Grupo Energisa, que vem desempenhando um trabalho muito importante para vários segmentos de empresas.

A conta de energia representa um dos maiores custos dos empresários e, pensando nisso, a Alsol criou uma solução chamada fazenda solar. Elas são usinas onde uma empresa pode alugar uma cota solar e ter os créditos descontados diretamente da sua conta de luz. Tudo de forma remota! 

Essa é uma solução criada especialmente para empresas que pensam em energia solar, mas não querem fazer investimentos com reformas, manutenção e nem na estrutura do prédio. Além de ser um dos modelos de geração mais limpo e sustentável, a empresa que contrata pode economizar até 25% na conta de energia. 

Para sua empresa

Quer saber o quanto a conta de luz pode influenciar diretamente os seus negócios? Baixe a planilha que preparamos para você saber os impactos que esse custo pode causar e saiba como reduzi-los.

Pequenas empresas na pandemia

Pequenas empresas na pandemia: dicas para o seu negócio prosperar

Atualmente, muitos empreendedores, autônomos e donos de pequenas empresas na pandemia estão enfrentando um momento delicado, difícil e de muitas incertezas. Devido às medidas de isolamento para conter o avanço da pandemia causada pelo novo coronavírus, muitos empresários se viram obrigados a adaptarem a maneira de fazer negócio. 

Para tentar amenizar os impactos negativos para as micro e pequenas empresas na pandemia, preparamos algumas dicas de medidas para você aplicar no seu negócio e continuar prosperando em meio a essa crise. Confira neste artigo!

Aposte nas vendas online

A pandemia pode ser fator de impulsionamento das vendas online na América Latina. Só no primeiro trimestre, o faturamento das compras online no Brasil subiu para R$ 20,4 bilhões, aumento de 27% em relação ao mesmo período no ano anterior. Outra pesquisa feita pelo Ebit em 2018 aponta que 55 milhões de pessoas fazem compras pela internet regularmente.

Essas são algumas das razões para que muitas empresas estejam aderindo às vendas online em sites próprios ou redes sociais. 

Por isso, se for possível aplicar esse tipo de canal de venda em sua empresa, esse é um bom momento para colocar tudo no papel e começar a agir! 

Invista no delivery ou take away

Supermercados, restaurantes, farmácias e até pet shops estão investindo cada vez mais na entrega a domicílio e também na chamada ‘retirada no balcão’, ou take away. Hoje em dia, existem vários aplicativos de delivery que, inclusive, colaboram com a divulgação da marca das empresas cadastradas.

Já o take away também se tornou uma das opções oferecidas para os clientes que não desejam pagar pelo frete das entregas.

Conforme as orientações dos órgãos de saúde, o isolamento está fazendo com que as pessoas saiam menos de casa e por isso é interessante pensar nessas duas opções para o seu negócio. Organize tudo! Fale com a sua equipe e faça uma força tarefa, planejando todo o sistema de entrega, sem perder a qualidade e atendendo aos prazos estimados.

Seja por aplicativo, serviço contratado de delivery ou take away, essas são uma das maneiras mais eficazes de não perder tantas vendas nesse momento de crise. 

Reveja sua produção e faça um planejamento

Em um momento como esse, é essencial criar estratégias que se adequem à crise. Como um “plano de negócios especial” que contenha metas, objetivos, acompanhamento de custos, receita etc. 

Além disso, é importante avaliar também se a sua produção precisa ser ajustada. Renegocie com seus fornecedores prazos, quantidade e tipos de mercadorias que você planejou vender, por exemplo. 

Dê força às redes sociais e aos canais digitais 

Além das vendas online é importante que a divulgação nas redes sociais seja ainda mais forte nesse momento. Facebook, Instagram e WhatsApp vão ajudar muito nessa hora! Não apenas na divulgação, mas também no atendimento aos seus clientes.

Para isso, crie um novo processo de atendimento com a sua equipe! Treine os colaboradores responsáveis pelo setor para permanecerem conectados às redes de comunicação digitais. Faça uma espécie de script para que eles possam tirar possíveis dúvidas, realizar um atendimento de qualidade e sempre próximo.

Fale com seus clientes e crie uma lista de perguntas frequentes

Dispare e-mails para seus clientes e comunique via canais digitais sobre o novo formato de vendas do seu negócio. A dica aqui é criar também uma lista de perguntas frequentes para evitar dúvidas e deixar tudo bem claro para quem for realizar a compra. Por exemplo:

– Horário de funcionamento e atendimento;

– Medidas de higiene adotadas para enfrentar a pandemia;

– Como irão funcionar as entregas;

– Formas de pagamento disponíveis.

Inove junto aos novos hábitos e às necessidades

Reveja seu portfólio de produtos e serviços e fique atento às novas necessidades e aos hábitos dos seus clientes diante da crise. Essa pode ser uma boa hora para perceber as oportunidades do mercado e investir em um novo produto ou tipo de serviço no seu negócio, por exemplo. 

Foque em inovar, sem agir somente na defensiva. A dica é ousar e buscar possibilidades que irão trazer resultados positivos, mesmo nesse atual cenário. 

Para isso, observe a mudança de comportamento dos seus clientes, como eles estão agindo e consumindo. Mesmo sendo um pouco cedo para afirmar, é bem provável que novos hábitos irão surgir e permanecer de agora em diante, como o aumento de compras online de produtos e serviços, o trabalho home office etc. Então, esteja preparado para essas mudanças!

Linha de crédito para pequenas empresas na pandemia

Essa é uma opção para quem está precisando de capital de giro para continuar com as atividades daqui pra frente.

Uma boa alternativa são as linhas de crédito disponíveis. Já pesquisou alguma que se encaixe na sua empresa e no seu planejamento?

O BNDES divulgou uma medida emergencial para reduzir os impactos do novo coronavírus, oferecendo crédito rápido e flexível para empresas de qualquer porte. Isso vai colaborar para que os empreendedores continuem atuando em meio à pandemia e contribuir para a manutenção de empregos no Brasil.

Essa liberação de crédito será de pelo menos R$ 5 bilhões e estará disponível para as MPMEs. Saiba como solicitar o seu financiamento aqui.

Tente reduzir custos e pense na economia

É fundamental conhecer os custos do seu negócio de forma detalhada, avaliando aqueles que são mais essenciais para manter seu negócio em funcionamento. Analise tudo e priorize o que é necessário manter e os custos que você pode reduzir ou até mesmo cortar dentro da sua empresa.

De olho na conta de energia 

Sabemos que os custos com a energia elétrica podem impactar muito o seu negócio. Essa conta pode representar um valor muito alto e pode até prejudicar a sua receita mensal. Para isso, você pode procurar maneiras alternativas, mesmo em meio à pandemia, para economizar e controlar seu caixa. Vamos falar de uma delas a seguir.

Soluções sustentáveis para economizar

Entre as alternativas mais promissoras está a energia solar. Uma maneira sustentável de gerar energia elétrica e ainda economizar. É muito provável que você esteja pensando que colocar placas de energia solar na sua empresa seja um investimento muito alto e inacessível no momento.

Mas a notícia boa aqui é que, hoje em dia, existem as fazendas solares. Um espaço criado para gerar energia solar para empresas que alugam o serviço, de forma totalmente remota e sem investimento. 

As placas instaladas captam energia para sua empresa, que aluga uma parte nessas usinas de acordo com seu histórico de consumo. Toda energia gerada no espaço alugado se torna créditos, que são descontados diretamente da sua conta de luz. Simples e fácil assim! Além de ser sustentável, você não precisa fazer investimentos com obras no telhado da sua empresa, manutenção e ainda pode economizar até 25% na sua conta de luz. 

Faça os cálculos e analise todas as possibilidades com atenção e cuidado. 

Simule sua economia gratuitamente

Se interessou por essa modalidade? Você pode simular de forma gratuita e analisar o quanto sua empresa pode economizar com a conta de luz. O que acha?

Faça uma simulação
energia-solar-no-brasil

Energia Solar no Brasil

A energia solar no Brasil está conquistando a preferência de muitas pessoas e ganhando espaço em residências, indústrias e empresas.

Seja pelos seus benefícios econômicos ou ambientais, essa fonte de energia cresce significativamente e, atualmente, vem se mostrando uma opção cada vez mais acessível e conhecida em nosso país.

Neste artigo você vai conhecer um pouco mais sobre o cenário deste mercado no Brasil e entender seus diferenciais. Continue a leitura com a gente.

Atual cenário: energia solar no Brasil

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), a potência instalada de geração solar do Brasil mostrou um aumento de cerca de 1 GW entre janeiro e maio de 2020. 

No contexto total, o país atingiu uma marca de 5,5 GW, um aumento de 14,4%, frente aos 4.470 GW do fim de 2019. A expectativa inicial era de 4 GW de novas capacidades de geração até o fim do ano, mas, com a atual realidade devido ao novo coronavírus, esse crescimento pode ser menor.

É importante ressaltar que, diante das condições de uma crise causada pela pandemia, esse é um crescimento significativo e muito positivo para o setor.

Desafios e oportunidades 

O Brasil possui menos de 120 mil sistemas de energia solar nos telhados e pequenos terrenos, ou seja, 0,2% dos consumidores cativos são beneficiados com créditos da energia solar fotovoltaica. Um crescimento ainda inferior ao das distribuidoras hidrelétricas no país. 

A falta de incentivo por parte do governo acaba sendo um dos fatores que influenciam nos desafios para o crescimento da energia solar no Brasil e, isso, faz com que essa modalidade pareça um tanto quanto inacessível e distante para muitas pessoas.

Por isso, é essencial investir na divulgação de informação sobre seus inúmeros benefícios e suas modalidades de geração, como a geração compartilhada, que permite a locação sem investimentos. Além disso, apostar nos incentivos ao uso de linhas de crédito e financiamento para estimular a redução de valores dessa modalidade.

Dados analisados de 2012 até o atual momento, mostram 39,8% de potência instalada nas empresas e 36,4% de potência instalada nas residências. O que nos leva a concluir que ambos os segmentos estão investindo de forma significativa em energia solar nos últimos anos.

O cenário de energia solar para empresas 

Dentro do cenário comercial, as empresas se beneficiam com as vantagens que facilitam o acesso ao setor. Uma delas é o aluguel de cota nas fazendas solares, uma solução em que as empresas não precisam realizar investimentos com instalação de placas no telhado e ainda economizam com a conta de energia.

Em um outro artigo falamos sobre como a energia solar funciona nas empresas e você pode conferir aqui.

Além disso, é importante lembrar que devido aos níveis de incidência solar superiores, o Brasil sai na frente de muitos países como Alemanha, França e Espanha, onde a energia solar é predominante. Essa é uma oportunidade para explorar esse modelo de geração de energia e conseguir enfrentar os desafios que ainda existem no nosso país em relação à energia solar.

Uma boa notícia é que, em 2024, estima-se que o território brasileiro irá contar com aproximadamente 887 mil sistemas de energia solar conectados à rede instalada, estabelecendo mais economia em relação às distribuidoras convencionais (hidrelétricas) e ajudando na prevenção do meio ambiente.

Vantagens da energia solar

Confira algumas das principais vantagens da energia solar:

  • Gera empregos no setor;
  • Vem de uma fonte renovável;
  • Não emite gases de efeito estufa;
  • É gerada pelo sol, uma fonte inesgotável da natureza;
  • Possui baixo índice de manutenção;
  • Tem um baixo custo em relação a sua vida útil;
  • Sua instalação é fácil;
  • Pode ser utilizada em áreas remotas;
  • É uma energia limpa e a favor do meio ambiente.

Crescimento da energia solar no Brasil 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) divulgaram um ranking dos estados brasileiros com potências instaladas e como anda a evolução do cenário nacional de energia solar fotovoltaica.

Confira abaixo:



Imagem http://www.absolar.org.br/

Nas empresas

A energia solar não é uma opção apenas para as residências. Hoje em dia muitas empresas, de pequeno a grande porte, já pensam nessa opção de geração de energia para o funcionamento de seus negócios. Isso acontece devido ao alto custo das contas de energia que essas empresas encaram no final de cada mês. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), foram realizadas 14.718 conexões comerciais em 2019. Um crescimento de 137% em relação ao ano anterior.

O mercado de energia solar tem se mostrado cada vez mais promissor e por isso vem acompanhado de avanços tecnológicos por parte de empresas do ramo de inovação que investem em alternativas muito mais acessíveis para seus clientes.

Energia Solar é com a Alsol

A Alsol, empresa do Grupo Energisa, é pioneira no país em sistemas fotovoltaicos e possui projetos que facilitam o acesso das pequenas e médias empresas à energia solar.

As chamadas fazendas solares são uma das soluções oferecidas pela empresa. Com elas, não é necessário instalar placas no telhado e nem se preocupar com a manutenção.

As fazendas solares funcionam de forma remota e geram a energia através de uma cota alugada pelo empresário. Tudo que foi gerado nessa cota solar é descontado diretamente da conta de energia da empresa que contratou. 

Entre as vantagens desse modelo oferecido pela Alsol, estão todos os benefícios da energia solar sem investimento e a economia na conta de luz, que pode chegar a até 25%.

Para entender como as fazendas solares funcionam, leia os detalhes neste artigo.

Faça uma simulação
Unidos contra a COVID-19

Unidos Contra a COVID-19

Já ouviu falar do  Unidos contra a COVID-19? Neste artigo, vamos contar para você como o Grupo Energisa contribuiu com esse projeto tão importante para o atual cenário que vivemos.

A pandemia causada pelo novo coronavírus ainda assombra o mundo todo. São mais de 100 países afetados e mais de 2 milhões de casos confirmados.

No Brasil e em outros países, a luta contra a doença vem se intensificando cada vez mais, e boa parte dos países atingidos não possuem uma estrutura laboratorial de testagem em massa efetiva. Hospitais das maiores cidades no Brasil já estão lotados e a OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que o maior número de pessoas seja testado para que ocorra o isolamento por partes de pacientes assintomáticos.

Diante desse cenário, empresas e instituições estão lançando diversos programas e ações que colaborem positivamente nos impactos dessa pandemia.

Um projeto Fiocruz

Desde a notificação da CODIV-19 no final do ano passado, pesquisadores e especialistas, incluindo a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), estão reunindo conhecimento para que a doença seja enfrentada de forma menos impactante.

Por isso, é de suma importância a junção de entidades públicas e privadas para a realização de ações que colaborem para esse enfrentamento da doença. Pensando nisso, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) lançou o programa Unidos Contra a COVID-19.

Uma iniciativa que tem como objetivo reunir organizações que tenham o interesse em contribuir para este momento de pandemia.

Energisa e empresas do setor elétrico se unem no programa Unidos Contra a COVID-19 

O Grupo Energisa e outras empresas do setor elétrico, se reuniram para colaborar com a Fiocruz e produzir testes diagnósticos necessários para a identificação de pacientes contaminados pelo novo coronavírus e fornecer a eles o tratamento adequado.

A iniciativa está sendo coordenada pelo Instituto Acende Brasil e já arrecadou, até o momento, mais de R$9 milhões, sendo R$1,5 apenas por parte do Grupo Energisa.

A expectativa é a de que outras empresas façam contribuições nos próximos dias. Para o programa continuar existindo, o Instituto abriu um canal de doações exclusivo, por meio do número (11) 96429-0559, e os valores doados serão diretamente repassados para o programa Unidos Contra a COVID-19.

Movimento Energia do Bem: uma iniciativa Energisa

O Grupo Energisa vem dedicando toda sua energia e somando esforços para que a saúde de todos seja prioridade. Por essa razão, além da participação do programa da Fiocruz, o Grupo lançou Movimento Energia do Bem. Um projeto que tem como objetivo ajudar no combate à pandemia, junto a 13 parceiros, viabilizando ações emergenciais que ajudem a superar a crise humanitária provocada pela doença.

As iniciativas incluem doação e manutenção de ventiladores pulmonares e obras elétricas em unidades públicas de saúde. Além disso, estão sendo feitas doações para beneficiar os idosos nos asilos de toda a nossa área de atuação.

O melhor é que a cada R$1,00 doado, a Energisa paga mais R$1,00. Então, se você quer ajudar alguma instituição e não sabe qual e como, acesse o site e faça sua parte com uma doação: www.evoe.cc/energiadobem.

Este é um movimento que qualquer um pode participar e mudar a vida de muitas pessoas. Colabore você também!  

Vem com a gente somar forças neste momento! A Alsol tem orgulho de fazer parte desse grupo!